Descobrindo cartões

Participantes: todos.
Tempo estimado: 15 minutos.
Objetivo: exercitar a comunicação entre os membros.
Material necessário: cartões com pedidos e fita adesiva.

Descrição: os integrantes devem ser dispostos em pé e em um círculo, lado a lado, voltados para o lado de dentro do mesmo. O coordenador deve fixar nas costas de cada integrante um cartão com uma frase diferente. Terminado o processo inicial, os integrantes devem circular pela sala, ler os bilhetes dos colegas e atendê-los, sem dizer o que está escrito no bilhete. Todos devem atender ao maior número possível de bilhetes. Após algum tempo, todos devem voltar a posição original, e cada integrante deve tentar adivinhar o que está escrito em seu bilhete. Então cada integrante deve dizer o que está escrito em suas costas e as razões por que chegou a esta conclusão. Caso não tenha descoberto, os outros integrantes devem auxiliá-lo com dicas.
Discussão: o que facilitou ou dificultou a descoberta das mensagens? Como esta dinâmica se reproduz no cotidiano?

Sugestões de bilhetes:
– Em quem votou para presidente?
– Como se faz arroz?
– Sugira um nome para meu bebê?
– Sugira um filme para eu ver?
– Briguei com a sogra, o que fazer?
– Cante uma música para mim?
– Gosto quando me aplaudem.
– Sou muito carente. Me dê um apoio.
– Tenho piolhos. Me ajude!
– Estou com fome. Me console!
– Dance comigo.
– Estou com falta de ar. Me leve à janela.
– Me descreva um jacaré.
– Me ensine a pular.
– Tem uma barata em minhas costas!
– Dobre a minha manga.
– Leia a minha sorte.
– Quanto eu peso?
– Estou dormindo, me acorde!
– Me cumprimente.
– Meu sapato está apertado. Me ajude.
– Quantos você acha que eu tenho?
– Quero um telefone. Que faço?
– Me elogie.
– O que faz o síndico de um prédio?
– Sou sósia de quem?
– Como conquistar um homem?
– Veja se estou com febre.
– Chore no meu ombro.
– Estou de aniversário, quero meu presente.
– Sorria para mim.
– Me faça uma careta?

voltar


%d blogueiros gostam disto: