Não importa fingir-se de tolo

O mullah Nasrudin já se havia transformado numa espécie de atração da feira principal da cidade. Quando se dirigia até ali para pedir esmolas, as pessoas costumavam lhe mostrar uma moeda grande e uma pequena: Nasrudin sempre escolhia a pequena.
Um senhor generoso, cansado de ver as pessoas rirem de Nasrudin, explicou-lhe:
– Sempre que lhe oferecerem duas moedas, escolha a maior. Assim terá mais dinheiro, e não será consideraedo idiota pelos outros.
– O senhor deve ter razão, – respondeu Nasrudin – mas se eu sempre escolher a moeda maior, as pessoas vão me deixar de me oferecer dinherio, para provar que sou mais idiota que elas. E, desta maneira, não poderei mais ganhar meu sustento. Não há nada de errado em se passar por tolo, se na verdade o que você está fazendo é inteligente.

voltar


%d blogueiros gostam disto: