O velho e a mosca

Repousava à soalheira um Velho calvo, com a cabeça descoberta, e uma mosca não fazia senão picar-lhe na calva.
Acudia logo o velho com a mão, e como ela fugisse muito depressa, dava em si mesmo grandes palmadas, de forma que a mosca
gostava e se ria. Disse o Velho:
– Ride-vos, embora, de quantas vezes eu der em mim; que isso não me mata, mas se uma só vez vos acerta, ficareis morta,
e pagareis o novo e o velho.

voltar


%d blogueiros gostam disto: